E a ‘Era Dunga’ chega ao fim…

Agora é oficial: Dunga não é mais treinador da seleção brasileira. Depois de praticamente quatro anos, Carlos Verri se despede do comando técnico do Brasil diferentemente de como sonhava. O título da Copa do Mundo não veio, mas não podemos negar que foi uma Era vitoriosa. Em 5 torneios disputados, 3 foram conquistados – Copa América, Eliminatórias e Copa das Confederações. Mesmo assim, muitas críticas pairam sobre o agora ex- técnico da seleção. Talvez porque as 2 que perdemos eram a Copa do Mundo e as Olímpiadas.

Foram 4 anos de trabalho com altos e baixos. Dunga assumiu a seleção com um objetivo muito claro, que era de acabar com a farra nas concentrações e trazer o famoso comprometimento dos atletas para com a amarelinha. O povo pediu, ele atendeu. Inicialmente, medalhões foram deixados de lado, o jogo passou a ser baseado em resultados e não em espetáculos. Por duas vezes, Dunga esteve ameaçado de demissão. Em outras duas, foi ovacionado ao conquistar títulos. Algumas convocações se tornaram inexplicáveis até hoje, como Afonso. Outras, como Felipe Mello, também continuam uma incógnita. Em relação a competência ou incompetência dele, não vou entrar em discussão, pois já falei sobre isso em outro post.  O fato é que Dunga assumiu a equipe com um propósito e conseguiu alcançá-lo, apesar de ter ficado pelo caminho na Copa.

Mas chega de falar do passado. Vamos ao que mais interessa a partir de agora: o próximo comandante, que vai ter a difícil missão de treinar a equipe na Copa do Mundo do Brasil. Pelo que andei lendo por aí, são 5 candidatos principais. Entre eles, Felipão, Muricy, Mano Menezes, Ricardo Gomes e Leonardo. Bom, pelo pouco que entendo, vou tentar falar o que eu acho de cada um.

Luiz Felipe Scolari: o popular Felipão talvez seja a única unanimidade entre os candidatos. Campeão com a seleção em 2002, conta com a simpatia de todos os brasileiros, incluindo a mídia, o que é um ponto muito positivo. Agora falando da parte prática, não há como negar a competência do cidadão. Por onde passou, deixou títulos e o carinho do torcedor. Fez uma campanha fenomenal com a mediana seleção portuguesa, conquistando um honroso 4º lugar na Copa de 2006 e um vice campeonato na Euro – 2004. Isso sem contar as duas Libertadores por Palmeiras e Grêmio, além das 3 Copas do Brasil. Tudo isso sem jogar um futebol de resultado. Tá certo que Felipão não é dos mais ofensivos, mas jamais deixa de buscar o gol com medo de tomar. Pra mim, seria uma excelente escolha. Azar do Palmeiras, que perderia um senhor treinador para a sequência.

Muricy Ramalho: Ricardo Teixeira estaria trocando seis por meia dúzia ao trocar Dunga por Muricy. Ranzinza, antipático e extremamente grosso, também não tem uma relação muito boa com a imprensa. Como sempre falo, não gosto do modo como as equipes dele atuam. Concordo que é um técnico extremamente competente, com títulos por onde passou, mas pra chegar onde chegou sempre precisou apelar pro futebol de resultados, focado em defender os 90 minutos e tentar achar um gol de bola parada. Pesa contra ele também o fato de ser um treinador de opostos. Ou a pessoa gosta muito, ou odeia com todas as forças. E este fato poderia causar uma pressão muito grande sobre ele, sendo extremamente prejudicial à seleção de modo geral. Se eu fosse dirigente e precisasse escolher, riscaria Muricy rapidamente da minha lista, porque ver uma seleção brasileira de tanta história jogar dessa forma seria decepcionante.

Mano Menezes: aqui talvez esteja o favorito pra assumir, já que a cúpula corinthiana tem um relacionamento muito bom na CBF. Mano vem de uma sequência de trabalhos muito boa. Levou o Grêmio de volta à série A e ao vice campeonato da Libertadores em 2007. Também conduziu a volta do Corinthians, sem contar o Paulista e a Copa do Brasil jogando o fino da bola. Também gosta de uma boa defesa, mas jamais abdica de jogar futebol. Também sabe trabalhar com jovens e entende bastante da parte tática, sem contar o pulso firme. Gosto muito dele e acho que seria um nome de peso pro cargo.

Ricardo Gomes: quando li esse nome, achei que hoje era 1º de Abril. Ricardo tem 12 anos de carreira como técnico e apenas um título. Não tem nem bons trabalhos reconhecidos e é o responsável direto pela não classificação da seleção olímpica pra Atenas 2004. Faz uma campanha razoável no São Paulo, mais pela estrutura do clube do que pela sua qualidade. Educado, lida bem com a imprensa, mas seu trabalho deve ter foco no campo, que eu sinceramente tenho dúvidas quanto à sua capacidade. Péssima escolha e seria contestado por todos nós.

Leonardo: o jovem treinador saiu recentemente de seu primeiro emprego, no Milan, deixando a equipe rossonera na terceira colocação do calccio. Apesar de ter ficado longe do título, Leonardo surpreendeu a todos ao fazer seu time jogar um futebol ofensivo, buscando jogo e atacando grande parte do tempo. Não brigou porque o elenco era limitadíssimo, mas talvez aí tenha surgido um grande técnico. Mesmo assim, não creio que ele seja o nome ideal no momento. A Copa de 2014 requer um trabalho muito sério e Leonardo talvez ainda não tenha experiência pra isso, o que pode levar ao mesmo erro cometido por Dunga. Enfim, se escolhido não será um nome ruim, mas com certeza ficaremos com um pé atrás aguardando o desenrolar do trabalho.

E você leitor, quem gostaria de ver no banco da seleção? Vote na enquete!

Siga-me no twitter: www.twitter.com/blogdobuja

Abraço!

Anúncios

8 responses to this post.

  1. Posted by Enrico on 05/07/2010 at 12:45 am

    Dunga já vai tarde!!!
    Acho que o nome ideal para a seleção no momento seria Péricles Chamusca.
    Competentíssimo e um grande adepto do futebol arte!

    Abraços

    Responder

    • Eu ouvi dizer que ele estaria indo pro Corinthians no lugar do Mano, caso este seja escolhido! Quero ver vc apreciar o futebol arte dele hahahaha
      É brincadeira gente, não tem especulação nenhuma em cima do nome de Péricles Chamusca no Corinthians!

      Responder

    • Posted by ALEX SANDRO NASCIMENTO PETTAN on 05/07/2010 at 10:04 am

      FINALMENTE DESCOBRIMOS PORQUE O BRASIL PERDEU A COPA DE 2010 COLOCARAM UM GAMBÁ COMO CHEFE DA NOSSA DELEGAÇÃO, NOSSOS JOGADORES NÃO RESISTIRAM AO MAU CHEIRO E RESOLVERAM VOLTAR PARA CASA, DEUS NOS ACUDA.

      Responder

  2. Posted by Américo on 05/07/2010 at 9:38 am

    A nação tricolor paulista, acredita fielmente que seja o Ricardo Gomes, pelo amor de Deus, CBF chama ele… não aguentamos mais esta pessoa em nosso amado clube. Já que a seleção hj para nós é como se fosse o time da marginal s/n, seria o presente do ano.

    Responder

    • Concordo com vc, já que hj em dia no Brasil os clubes são muito mais valorizados pelos amantes do futebol do que a seleção! Mas que seria uma escolha de péssimo gosto eu não tenho dúvidas… que o diga o são paulino! Hahaha
      Abraço e obrigado pela visita!

      Responder

  3. Posted by Paulo Silva on 07/07/2010 at 11:30 am

    Como todos os lados merecem ser defendidos, quero expressar minha admiração pelo Dunga, e temor pelo que virá depois.
    O Dunga trouxe dignidade para a seleção brasileira, teve muita coragem ao cortar jogadores que só queriam farra e deu a equipe brasileira um padrão de jogo vencedor. Não acredito em futebol arte, em “joga-bonito”, sinceramente, isso é conversa de perdedor. Qual equipe venceu uma copa do mundo após 1970 jogando bonito? A Argentina de 86 tinha o Maradona e um ferrolho defensivo: lembrem-se do jogo contra o Brasil de 1990 no qual a Argentina nos tirou num contra-ataque comandado pelo maradona, depois de tomarem três bolas na trave. Futebol passa primeiro pela defesa e pelo meio campo “pegador”. Jogo bonito não existe, o que existe é competição dura.

    Eu gostaria de ver o Bianchi na seleção, ou a continuidade do Dunga com auxílio psicológico. Vocês não notaram que agora o imune Ricardo Teixeira quer novamente mudar a seleção. Quis mudar após 2006, quer mudar agora. Sempre mudar para apazigüar a burrice coletiva que não entende que futebol é competição.
    Pensei muito e a única crítica ao Dunga que encontro é a seguinte: ele não foi coerente como pregou. O Grafite mal atuou pela seleção e foi. O Kaká foi lesionado, o Kléberson não vinha atuando com ele. Faltou coerência. O Felipe Melo fez uma bela copa das confederações e ganhou o lugar. Precisamos de volantes fortes e brigadores, mas não malucos.

    Que a próxima geração tenha mais sorte.

    Responder

    • Concordo com grande parte dos seus comentários…. só na parte do futebol bonito que o que eu quero dizer não é que o time precisa fazer firula, driblar etc e sim não jogar na defesa esperando achar um gol como tem muito time e seleção do nome jogando. A Alemanha, ARgentina, Holanda e Espanha tem um futebol que busca o gol e não apenas tenta evitá-lo. Me agrada vê-los jogando, diferentemente de ver o São Paulo do Muricy por exemplo, que era extremamente competitivo, mas irritante demais pelo jeito burocrático de jogar! Dá resultado, mas não dá prazer de assistir, que é o objetivo do futebol. São opiniões…uns preferem ganhar independente de como se joga. Outros, preferem o jogo bem jogado tentando as conquistas também.
      Obrigado pela visita!

      Responder

      • Posted by Paulo Silva on 07/07/2010 at 1:21 pm

        O São Paulo do Muricy oscilou na minha opinião, não era nem tão retranqueiro quanto os são paulinos dizem, nem um time espetacular. Eu sou palmeirense, e quando o Muricy teve que trabalhar com um time muito mais limitado no palmeiras, vimos as dificuldades dele. Mas no palmeiras os problemas extra-campo detonaram o trabalho dele. No São Paulo havia um meio campo muito bom, eu não sei se era uma retranca. O Grêmio do Felipão era retranqueiro. Mas o Felipão provou que, se tiver jogadores de qualidade em mãos, os deixa jogar e parte para cima. Depende do elenco também.

        Essa equipe da era Dunga sempre tomou iniciativa do jogo, mas quando fez o primeiro gol, se escondeu na retranca. Eu ainda acho essa filosofia a ideal para se vencer, mas precisa haver mais flexibilidade para viradas e situações adversas: convenhamos, o Brasil historicamente dá espetáculo quando abre o placar e pasta quando está atrás – raras exceções.

        Adorei o Blog! Valeu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: