Orgulho Nacional!

Após o jogo que definiu a Holanda como primeira finalista da Copa do Mundo 2010, a única certeza que tive é que tanto holandeses quanto uruguaios podem se orgulhar de suas respectivas seleções. Um se classifica pra decisão após 32 anos, enquanto o outro cai de pé lutando até o último segundo.

Holanda

Invicta desde setembro de 2008, quando foi derrotada pela Austrália, a Holanda chegou forte ao Mundial. É verdade que ninguém apostava suas fichas nela, pois sempre teve equipes fortes e ofensivas e mesmo assim nunca conseguiu levantar o troféu. Agora, depois de 32 anos, a laranja mecânica está de volta, tendo a chance de obter o glória que bateu na trave por duas vezes – em 1974 e 1978 -, fruto daquela geração fantástica da década de 70. Porém, pra tristeza dos amantes do futebol que a equipe européia sempre mostrou, eles mudaram! Após anos e anos morrendo na praia, eles se renderam ao futebol de resultado. A Holanda de 2010 não dá show, mas é altamente competitiva, com defesa, meio campo e ataque muito bons. Aliado à presença de Sneijder e Robben, dois jogadores capazes de decidir uma partida, dá nisso: eles chegam e com grandes chances de título. Pela frente, duas possibilidades. Se passar a Espanha, será uma final inédita e uma das equipes conquistará o título inédito. Se a Alemanha vencer, será a chance da Holanda devolver a derrota de 1974 que deve estar entalada até hoje.

Uruguai

Os heróis uruguaios devem estar sendo aplaudidos de pé em seu país. O título não veio – e nem era esperado há um mês -, mas a dignidade voltou. Foram anos e anos de humilhações, Copas não disputadas e agora o retorno veio em grande estilo. A Celeste já garantiu pelo menos o honroso 4º lugar, depois de muita luta, garra e competência. Não, eles não tinham time pra serem campeões, talvez nem pra chegarem numa semifinal – e eles sabiam disso -, mas chegaram e é isso que ficará marcado. Muslera, Maxi Pereira, Lugano, Godin, Fucile, Arévalos, Alvaro Pereira, Perez, Forlan, Cavani, Suarez e todos os reservas já são heróis. Não é fácil perder uma semifinal, mas não tenho dúvidas que todos eles estão extremamente satisfeitos por devolverem a honra ao povo uruguaio. No jogo de hoje, caíram de pé. Estavam perdendo, sendo provocados e não apelaram. Pelo contrário, pois enquanto o árbitro não terminou a partida, eles ainda acreditavam. O time jogou como se fosse o último de suas vidas, mas não deu. Talvez se Suarez tivesse em campo, tivesse dado. Mas agora não importa mais. Resta agora a cada um dos 23 convocados receberem as glórias conquistadas na África. Se na Argentina nossos hermanos foram recebidos por 20 mil pessoas mesmo perdendo de 4×0, os uruguaios deveriam receber a seleção com seus 3,5 milhões de habitantes ovacionando-os, porque eles sim, merecem! Aplausos!

Siga-me no twitter: www.twitter.com/blogdobuja

Abraço!

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Posted by Paulo Silva on 07/07/2010 at 1:54 pm

    Nós brasileiros somos muito gulosos. É o imperialismo do futebol. Vejam só, é a terceira final da holanda, o Brasil já venceu 5!!!! Já esteve em tantas finais. E a Holanda chega a uma após 32 anos e não tem o título. A Espanha sequer chegou.
    A Holanda merece um título, veremos.

    Mas que eu queria ver uma final Brasil e qualquer outro, lógico, sou brasileiro! Por mim deveríamos estar indo rumo ao octa (50 e 82 deviam ser nossos)

    Responder

  2. Bem colocado a respeito da seleção de 82. Não ganhou, mas até hoje ela é lembrada, até mais que a seleção campeã de 94 jogando um futebol feio.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: