Mata-mata é fundamental! (Reedição)

Este foi o primeiro texto que fiz pro blog e até hoje continua sendo um dos mais lidos. Por isso, vou reeditar para que quem ainda não leu possa ler, aproveitando essa pausa que estou sendo obrigado a dar aqui ultimamente. Divirtam-se!

Que me desculpem os defensores dos pontos corridos, mas o mata-mata é fundamental!

Brasileiro tem a velha mania de criticar insistentemente tudo que é nacional e endeusar aquilo que vem de fora. E, em se tratando desse esporte, isso deveria ser crime. Afinal, quem é o país do futebol? Nós ou eles? Quem é que joga – ou pelo menos jogou ao longo da história – um futebol bonito, vistoso, pra frente? Quem é que revela tantos craques para o esporte mais popular do mundo como o Brasil? Pois é, ninguém! E mesmo assim insistem em imitar os europeus, quando o contrário é que deveria ser a realidade.

O brasileiro é cego, facilmente levado pela opinião alheia. Não consegue enxergar o quão bem nos faz um jogo eliminatório, o quanto isso mexe com a gente. O maior exemplo disso é o são paulino como este que vos escreve. Desafio algum torcedor a me dizer que sofreu, chorou e comemorou como nunca qualquer uma das 3 últimas conquistas do Brasileiro. A resposta será não. E isso se deve principalmente à ausência do medo. Do temor de ser eliminado, de tomar um gol no final, de ter que correr atrás do resultado contra outra grande equipe porque é aquele jogo que vale. Ali, naquele e somente naquele instante, onde a técnica prevalece sobre o planejamento, o elenco e todas as outras baboseiras que ouvimos tanto nos dias de hoje, é que que se vive a emoção do futebol. Como diz um outro blogueiro – e eu concordo com ele -, o campeão tem que ganhar do vice e não do 17º colocado com o time reserva e desmotivado. Tem que ganhar do melhor, do rival, do adversário que valorize a sua vitória. É disso que brasileiro gosta, mas infelizmente nao percebe.

O maior exemplo ocorreu há poucos dias. Há quanto tempo não tínhamos uma sequência de jogos eliminatórios tão fantástica como a que estamos tendo ultimamente? A emoção que Corinthians x Flamengo, São Paulo x Cruzeiro, Santos x Grêmio e agora Internacional x São Paulo vem causando nos mostra o quanto sentimos falta de confrontos que realmente valem alguma coisa. Voltando à pergunta feita ao torcedor são paulino, gostaria de alterar uma parte dela pra que respondam novamente: no jogo contra o Universitário do Peru pela Libertadores desse ano, você sofreu, vibrou? Você santista, no épico jogo contra o Grêmio pela Copa do Brasil, comemorou até não poder mais, vibrou ou simplesmente desligou a tv após o jogo e foi dormir?  Pois foi isso o que aconteceu com a grande maioria dos campeões por pontos corridos, o campeonato conta gotas, aquele que você ganha rodada a rodada e todos os jogos tem o mesmo peso. Ele tirou o tesão do torcedor em esperar a semana toda por um jogo decisivo, tirou a insônia da véspera da partida. Enfim, tirou a essência do futebol brasileiro.

Muitos podem argumentar que os pontos corridos representam justiça. Concordo e jamais vou dizer o contrário. Porém, desde que eu acompanho esse esporte, jamais futebol e justiça caminharam lado a lado. É exatamente esse o ponto que o torna apaixonante e diferente dos demais. E é uma pena que pouquíssimos consigam enxergar….

Siga-mw no twitter: www.twitter.com/blogdobuja

Abraços…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: