Archive for the ‘Treinadores’ Category

E Neymar ‘venceu’ a batalha….

Dorival Junior não é mais técnico do Santos. Em reunião na noite desta terça feira, a diretoria santista alegou insubordinação e demitiu o treinador que comandou a equipe que encantou o Brasil no primeiro semestre. Venceu a marra, a arrogância e o salto alto de Neymar. Ponto pra ele. E muitos pontos pro Dorival.

Dorival sai do Santos de cabeça erguida. Sai demitido, mas sem deixar de acreditar nos seus princípios, que deveriam ser regra entre os técnicos de futebol. Foi desrespeitado em rede nacional e tratou Neymar, uma das maiores estrelas hoje no Brasil, como trataria qualquer outro jogador. Se o atleta errou, tem que pagar, independente do status ou do talento. E Dorival se arriscou, sabendo do risco que corria de ficar desempregado, em troca de não perder o comando do restante do grupo. Foi homem, bateu de frente com a diretoria e bancou o que disse. Foi mandado embora, mas saiu do Santos mais valorizado do que chegou. Fez um excelente trabalho, como já havia feito anteriormente pelas equipes que passou. Mas foi além ao tentar colocar a maior jóia do nosso futebol nos trilhos. Palmas pra você, Dorival. Ganhou o meu respeito e o de milhões de brasileiros.

Já ao Neymar, cada vez tenho mais desprezo pela pessoa que é. Aos 18 anos, sem ter ganho nada na vida ainda, se acha muito mais do que realmente é. Chego a ter pena, pois esse pode ser o início do fim de uma carreira que tem tudo pra ser brilhante pelo talento que tem o rapaz. Deveria se espalhar em grandes ídolos que são referência em humildade, como Roberto Carlos do Corinthians, que já ganhou tudo que poderia – tanto em termos de títulos quanto de dinheiro – e continua esbanjando simpatia. O que vem acontecendo nos gramados em que o Santos pisa é lamentável. E um time que vinha ganhando a simpatia por onde passava, começa a despertar um sentimento de raiva pelo Brasil afora.

Há cerca de dois meses, escrevi um post sobre esse jovem jogador, já criticando algumas de suas atitudes. E parece que, conforme o tempo passa, as coisas só pioram. Após o episódio da última quarta, que desencadeou toda essa polêmica, Renê Simões, técnico do Atlético-GO definiu bem o que pode vir pela frente. Num tom sereno, afirmou que ‘estão criando um monstro’ ao permitirem tamanha liberdade a Neymar. Não é porque ele é um jogador muito acima da média que também é alguém superior a qualquer outro ser humano. Infelizmente, a demissão de Dorival Junior só vem reforçar o que disse Renê. Se com comando o jovem já passou dos limites, imaginem o que não vem pela frente agora que ele percebeu que é o dono do time!

Sigam-me no twitter: www.twitter.com/blogdobuja

Abraços!

Que fase!

Se existem fases também para um treinador, não tenho dúvidas em afirmar que Vanderlei Luxemburgo passa pelo pior momento de sua carreira. Detentor de um currículo vitorioso, considerado um dos maiores técnicos da história do país e único a estar entre os TOP3 há 20 anos, Luxa vive seu inferno astral particular no Atlético Mineiro.

O Galo de Minas, que acabou de ser derrotado em casa* pelo Inter, é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, mas com um jogo a mais que as 4 equipes que estão atrás na tabela. Traduzindo em números, são 7 derrotas em 10 jogos. O curioso disso tudo é que há muitos anos o Atlético não montava uma equipe tão forte como essa. Quem olha do goleiro ao ponta esquerda, levando em conta a situação dos times no Brasil, logo apontaria o galo como um dos candidatos ao título. Um time com Fábio Costa, Réver, Junior, Ricardinho, Diego Souza, Daniel Carvalho, Tardelli, Obina e o jovem Neto Berola não pode jamais brigar na ponta de baixo da classificação.

Desde que eu acompanho futebol – e consequentemente Luxemburgo -, nunca tinha visto ele passar por uma situação parecida, tendo muita dificuldade pra conseguir fazer uma equipe forte jogar. Alguns vão dizer que ele não fez nada no Palmeiras em 2008/2009, mas esquecem que foi ele quem deu o título paulista depois de quase 10 anos sem conquistas da equipe palestrina. Todos que passaram por lá fracassaram. Pra piorar, Luxa havia prometido um título de proporção nacional a uma das mais fanáticas torcidas, e acredito que o Mineiro desse ano não será suficiente. Nas entrevistas após os jogos, Vanderlei tem dito que o time vem jogando bem. Posso estar enganado, mas não tenho a mesma visão que ele. Pra começar a ser competitivo, o Atlético Mineiro precisará melhorar muito a sua parte tática e técnica. Até porque, jogador é o que não falta pra ele.

Pensando por cima, podem existir diversos fatores pra tal má fase, como desinteresse na continuidade de sua carreira – como já demonstrou algumas vezes nos últimos anos-, problemas pessoais e muitos outros. O fato é que se Luxemburgo não acordar logo, amargará sua terceira demissão consecutiva, fato inédito em seu vitorioso ciclo no futebol.  Para alguém com um currículo tão glorioso, essa seria uma mancha irreparável em sua carreira, principalmente quando a mesma parece dar sinais de que o fim está próximo.

*O Atlético jogou na Arena do Jacaré devido ao fechamento do Mineirão para obras.

Siga-me no twitter: www.twitter.com/blogdobuja

Abraço!